Ecografia Geral

Atendimento ao Paciente

Agende agora mesmo seu exame de segundas a sextas, das 8h às 18h.

Rua Dr. Luiz Bastos do Prado, 1586 – Centro – Gravataí-RS

(51) 3484.4000

  • A ecografia, também chamada de ecotomografia ou ultra-sonografia, utiliza uma sonda que emite “ultra-sons”. Estes, por sua vez, fazem “eco’ nos tecidos e os sons de retorno são captados novamente pela mesma sonda. Basicamente funciona como um radar de submarino ou avião: o aparelho emite sons de alta freqüência (ecos) e os recebe de volta. Dependendo da distância e do tamanho dos elementos a serem examinados, se obtem diferentes tons de coloração cinza.

    A ecografia é uma excelente técnica de exame por imagem, muito simples, com preço acessível a população, com diganósticos precisos em diversos órgãos internos, músculos e partes de articulações.

    Durante o exame, para que os ultra-sons não sejam perdidos, é aplicado sobre a pele, um gel de contato para aumentar a propagação do “eco”. Normalmente são feitos vários movimentos com a sonda ecográfica em varrimentos multi-direccionados sobre o órgão com eventual lesão.

    Confira abaixo os diferentes tipos de ecografia atendidas pela Raio Som:

    Abdomen Superior (analisa fígado, vesícula biliar, vias biliares, pâncreas e baço. Detecta problemas como cirrose hepática, tumores do fígado, cálculos na vesícula biliar, tumores do pâncreas entre outros).

    Abdomen Total (analisa todos os órgãos do abdomen superior além dos rins, retroperitônio e bexiga. Detecta tumores renais, cálculos, dilatação das vias urinárias por obstrução, tumores de bexiga, alterações na próstata entre outros).

    Aparelho urinário (analisa rins e bexiga. No homem analisa também a próstata. Detecta tumores renais, cálculos, dilatação das vias urinárias por obstrução, tumores de bexiga, alterações na próstata entre outros).

    Articulações músculo esqueléticas (analisa ombro, cotovelo, punho, mão, quadril, joelho, tornozelo e pé. Analisa também músculos e fáscias. Detecta problemas comuns como tendinites, entre outros).

    Bolsa Escrotal (analisa testículos, hidrocele — água na bolsa escrotal –, varicocele — varizes na bolsa escrotal –, nódulos nos testículos, torção de testículos).

    Cervical (analisa pescoço, tireóide e glândulas salivares).

    Hipocôndrio Direito (analisa fígado, vesícula biliar, vias biliares e pâncreas).

    Mamária (analisa as mamas. Detecta nódulos mamários e complementa a mamografia para elucidação diagnóstica de eventuais achados mamográficos inconclusivos. Para pacientes acima de 40 anos é fundamental a realização da mamografia antes da ecografia. A paciente deve levar sua mamografia no dia do exame).

    Obstétrica (analisa feto, placenta e líquido amniótico. Fornece informações fundamentais como crescimento do feto, posição, peso, volume de líquido, implantação da placenta. Além disso é um método muito eficiente para diagnosticar defeitos do feto. Revela também o sexo do bebê).

    Obstétrica com Doppler Colorido (além de examinar o feto, placenta e líquido, este exame analisa a circulação sanguínea do bebê. Através desta avaliação é possível determinar se o ambiente uterino está adequado ou não para as exigências do feto.

    Normalmente este exame é realizado no último trimestre da gestação e tem suas indicações específicas. O médico obstetra saberá solicitar quando houver necessidade. As pricipais indicações incluem hipertensão materna e restrição do crescimento intra uterino).

    Obstétrica com Medida da Translucência Nucal(exame realizado entre 11 e 14 semanas de gestação. Através da medida da Nuca fetal é estabelecida uma probabilidade de o feto possuir defeitos cromossômicos como Síndrome de Down).

    Obstétrica Morfológica (analisa com profundidade feto, placenta e líquido amniótico. Fornece informações fundamentais como crescimento do feto, posição, peso, volume de líquido, implantação da placenta. É a ecografia ideal para analisar defeitos do feto. Revela também o sexo do bebê. Este exame é realizado entre 18 e 24 semanas, preferencialmente com 22 semanas).

    Parede abdominal (analisa principalmente nodulações ou suspeitas de hérnias abdominais).

    Pélvica Ginecológica (analisa útero e ovários pela via abdominal. Está indicada àquelas pacientes que não podem fazer a ecografia por via vaginal. Um exemplo é a paciente que não teve iniciação sexual).

    Pélvica Transvaginal com Doppler (realizado como complemento à ecografia transvaginal quando esta detectar patologias do útero ou ovários. É um exame de alta sensibilidade e especificidade para determinar maior ou menor probabilidade de malignidade de uma determinada lesão).

    Pélvica Transvaginal ou Endovaginal (Também analisa útero e ovários, porém, com uma precisão diagnóstica maior daquela realizada por via abdominal. É usada uma sonda protegida por um preservativo. O exame não causa dor. No primeiro e segundo mês de gravidez também se dá preferência por esta via para melhor avaliação do embrião).

    Perfil Biofísico Fetal (tem a função de avaliar o bem estar fetal. Habitualmente é realizado no último mês da gestação. As principais indicações são: hipertensão materna, restrição do crescimento intra uterino e diminuição dos movimentos fetais).

    Região Inguinal (analisa principalmente regiões com suspeita de hérnias inguinais).

    Tireóide (analisa a glândula tireóide e detecta patologias nodulares e não nodulares. Auxilia o ecografista na punção de nódulos, pois serve de guia para o trajeto da agulha).

    Transfontanelar (analisa o cérebro do recém nascido — até 6 meses de vida).

    Transretal (exame realizado para cálculo do peso prostático e para avaliar doenças da próstata e vesículas seminais).

    • Ecodoppler colorido(Bolsa escrotal, Doppler Colorido Parótidas e Transvaginal com doppler).